MP Mapa Contabilidade

Notícias

Dia internacional do trabalho e o G P T – 3

Estando em Pandemia ou mesmo pós-Pandemia, habitando um mundo globalizado com velocidade meteórica

“Só sei que nada sei, mas devo aprender rápido para ser empregável ou empreender, caso contrário a IA me abaterá,” (Elenito Elias da Costa e LEVY DA COSTA).

INTRODUÇÃO

Estando em Pandemia ou mesmo pós-Pandemia, habitando um mundo globalizado com velocidade meteórica das inovações tecnológicas derivadas da inteligência artificial, habitando um Brasil afetado por diversas CRISES de todas as formas e contextos, acreditamos que devemos fazer uma reflexão sobre o dia 01 de Maio de 2021, Dia Internacional do Trabalho, com um cenário completamente ADVERSO a um futuro promissor.

A lembrança do dia 1 ao dia 4 de Maio de 1886, na cidade de Chicago nos Estados Unidos da América, na revolta da Praça de Haymarket, onde diversos trabalhadores foram mortos inclusive, dentre eles, oito mártires tiveram suas vidas ceifadas pela gula do Capitalismo na época, nem se compara com o que estamos passando no dia 01/04/2021, com Pandemia e CRISES de todas as formas.

No presente artigo exaltamos a importância do TRABALHO numa análise diferenciada e contextualizada sob um prisma que afeta consideravelmente aqueles que participam da base da pirâmide, mas que devem observar os acontecimentos que norteiam o mundo, para que possam dar continuidade e sustentabilidade de sua existência.

TRABALHO

Conforme descrito em dicionário, TRABALHO é o conjunto das atividades realizadas por alguém para alcançar um determinado fim ou propósito. Os mecanismos mentais ou intelectuais utilizadas na realização de uma atividade, lugar em que são aplicados esses mecanismos, empregado na realização ou fabricação de alguma coisa.

A leitura do livro O CAPITAL de Karl Marx nos concede uma visão mais prolixa da importância do trabalho na constituição e manutenção positiva do Capital, mobilizando um mercado com produtos que possam ser consumidos ou utilizadas pelos consumidores, fazendo com isso uma máquina intangível de rápido giro da moeda, buscando com esse processo dinamizar e otimizar a Economia do mundo.

A existência de profissionais que possam induzir com maior celeridade essas atividades para que possam valorizar o Capital, através de ações e atitudes racionais é um fato indiscutível para o novo mundo, e com a consciência dos limites do sistema Capitalista de mercado que nos envolve.

A leitura e entendimento de dois livros de Thomas Piketty, O CAPITAL DO SECULO XXI, e CAPITAL E IDEOLOGIA, nos obrigam a refletir sobre as limitações do sistema Capitalismo de Mercado, e quiçá possamos pensar diante dos fatores negativos do referido sistema, buscando suas melhorias que possam evitar ou mesmo agravar as CRISES existentes.

Obstante ao fato, essa atividade deve ser revestida de capacitação e qualificação dos elementos que participam dessa mutação do Capital, portando é verossímil entender que a EDUCAÇÃO DE QUALIDADE na formação dos trabalhadores que se incorporam nesse axioma é altamente exigível, pois a existência de seu Capital intelectual deve contribuir sobremaneira para a valorização da Economia.

O conhecimento adquirido deve comprovar a excelência de sua atividade compensada com sua remuneração especifica, fazendo com que a equação CAPITAL x TRABALHO, torne-se uma solução geradora de ganhos favoráveis a todos os seguimentos.

Em qualquer curso técnico, de graduação ou mesmo pós-graduação a língua INGLESA deve ser fundamental inclusive com o conhecimento de TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO em sentido latto, eis a solução para os profissionais que desejam lograr êxito no mercado laboral.

Particularmente podemos entender que a PEA (população economicamente ativa) no Brasil padece de tais conhecimentos e talvez esse seja um dos fatores da dificuldade encontrada para sua colocação ou mesmo recolocação do mercado seletivo de trabalho.

O percentual de desempregados no Brasil tende a se elevar, motivado por diversos fatores, pois o CUSTO DE PESSOAL ainda é muito oneroso, e o grande investidor prefere investir em Inteligência Artificial para recuperar o ágio perdido na pandemia, isso é uma verdade incontestável;

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

A ciência computacional entregou ao mercado uma Inteligência Artificial que possibilita a modificação do mercado de trabalho de muitas profissões, a IOT (Internet of Things), internet das coisas e demais inovações tecnológicas, com a utilização do algoritmo, qubits, lógica Fuzzy, Machine Learning, Deep Learning, Data Mining, Rede Neural e demais recursos, estão sendo utilizados pelo Capital para reduzir CUSTOS e elevar a rentabilidade do ágio, e essa tendência é um fato verossímil.

O Generative Pre-Training em sua terceira versão, ou seja, o GPT-3 tem causado muita indignação no meio dos profissionais de tecnologia por causa de sua capacidade incrível de lidar com nossa linguagem natural, ou seja, o GPT-3 é um framework com mais de 175 bilhões de parâmetros que possa usar o Deep Learning e realizar diversas tarefas relacionadas á Natural Language Processing ou Processamento de Linguagem Natural.

Acreditamos que a Inteligência Artificial deve mudar completamente todas as atividades de trabalho de todos os profissionais, e aquele que estiver mais preparado para utilizar o GPT- 3 em seu labor poderá lograr êxito incalculável na excelência da capacitação e qualificação nos resultados do seu trabalho desenvolvido.

CONCLUSÃO

Como pesquisadores e profissionais devidamente antenados com as inovações tecnológicas existentes no mundo, estamos convictos que qualquer trabalho desenvolvido por qualquer profissional deverá utilizar a Inteligência Artificial do GPT – 3, para obter maior qualidade de suas atividades laborativas.

Entretanto, podemos ressaltar que essa qualificação necessária para desenvolver essa excelência no trabalho passa obrigatoriamente pelo conhecimento do idioma INGLÊS e pelo conhecimento da TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, essa é uma verdade incontestável.

Obstante ao fato, podemos entender que muitos profissionais devem engrossar as estatísticas de desemprego, haja vista a nossa qualidade educacional, que não possibilitou a esses profissionais tais conhecimentos, hoje, indispensáveis para o sucesso de sua atividade no mercado seletivo de trabalho.

De forma análoga e com mais propriedade, devemos entender quão difícil é para aqueles SERVIDORES públicos que ainda trabalham com recurso jurássico e que desconhecem o que os esperam, diante de uma I A com velocidade geométrica.

Na mesma linha de raciocínio, encontramos a GESTÃO PÚBLICA, que além de sentir o fracionamento diminuto do recurso público, sofrerá ainda mais através de um ORÇAMENTO que retrata tal evidência, forçando os gestores públicos a aplicar a I A em seus processos que compactuem com sua atividade.

Temos, portanto a certeza que muitos não estejam preparados para o NOVO MUNDO que se desenha com racionalidade e exige uma AÇÃO e ATITUDE compatível com uma EDUCAÇÃO DE QUALIDADE.

É plenamente comprovada a existência de um contingente populacional de EXCLUÍDOS do sistema que hão de precisar de auxílio governamental para sua sobrevivência, por diversas razões e justificativas que dentre elas podemos enumerar como a necessidade de uma EDUCAÇÃO DE QUALIDADE.

Nessa linha de raciocínio, podemos identificar diversos países, dentre eles o Brasil, diante dessas inovações e das CRISES que abalam a busca de índices sociais, econômicos e políticos necessários para a regularidade da Economia.

AUTORES: Elenito Elias da Costa e o genial LEVY DA COSTA.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos
  • Melhores

Agenda Tributária

Período: Junho/2021
D S T Q Q S S
  0102030405
06070809101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Cotação Dólar